Falso produtor cultural usava redes sociais para atrair mulheres e estuprá-las

Por Metro Jornal

Um homem de 37 anos, cujo nome não foi divulgado pela polícia, foi preso neste domingo no bairro do Mandaqui, na zona norte de São Paulo, acusado de se passar por produtor cultural para atrair mulheres para sua casa e estuprá-las.

O golpe começava nas redes sociais, onde ele convidada as vítimas para testes de elenco em uma suposta peça teatral. As mulheres eram levadas para sua casa e quando percebiam as verdadeiras intenções do criminoso, eram ameaçadas e até mantidas em cárcere privado. As mulheres só eram soltas após serem abusadas.

A polícia descobriu que ele agia no local desde 2017. “Nós fomos procurados pelas vítimas e iniciamos a investigação. Prendemos o suspeito em sua casa, no Mandaqui, na zona norte de São Paulo. No local havia o quarto usado para os falsos testes, abusos e até mesmo cárcere privado”, contou o delegado Wilson Roberto Zampieri, titular da delegacia que presidiu o inquérito policial.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo