Para diminuir fila nas creches municipais, São Paulo quer bancar vagas na rede particular

Por Metro Jornal

A Prefeitura de São Paulo enviou na segunda-feira (11) uma proposta à Câmara Municipal que prevê a inscrição de crianças carentes de 0 a 3 anos em creches particulares. Os custos seriam arcados pela própria prefeitura.

O programa foi chamado de Mais Creche e prevê um orçamento de R$ 727 por mês para cada criança, com teto de 34 mil ‘vouchers’, equivalente a um décimo das vagas na rede pública – se todos forem pleiteados, o gasto será de R$ 296 milhões.

Veja também:
Maior evento de cultura tradicional de São Paulo começa nesta quarta; saiba mais
Covas inicia nesta terça-feira o 2º ciclo de quimioterapia

O objetivo da gestão de Bruno Covas (PSDB) é diminuir a fila no sistema público, hoje em 70 mil bebês e crianças. Os espaços particulares deverão oferecer ensino em tempo integral, além de material, uniforme e alimentação.

São mais de 2 mil instituições inscritas, algumas delas com mensalidades que custam mais que o dobro do que será gasto pelo município.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano, será necessário comprovar as condições de vulnerabilidade para entrar no programa. “Para evitar a migração da classe média para a rede”, disse.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo