Homem acusa McDonald's de vender chá doce com maconha

Por Metro Jornal

Já deve ter passado pela sua cabeça o que acontece na cozinha de um fast food. Muitos boatos tentam desvendar os bastidores, mas poucos são tão intrigantes quanto a história do norte-americano Parrish Brown, de 24 anos.

Morador da cidade de Hilton Head Island, no estado da Carolina do Norte, ele conta que estava em uma pausa entre trabalhos quando decidiu passar no McDonald's para comprar um chá doce com gelo e limão extra. Quando fez o pedido, o atendente do drive-thru perguntou de uma maneira esquisita: "Limão extra?" Ele concordou e seguiu viagem.

Veja também:
Defesa de Lula protocola pedido de soltura do ex-presidente da República
China vai restringir jogos online em 90 minutos por dia útil

Foi só quando chegou em seu segundo emprego que percebeu um gosto estranho na bebida. Ainda assim, continuou bebendo e mexendo o canudo para ver se o sabor mudava, pois estava com sede.

Quando Brown percebeu que o gosto continuava o mesmo e ele estava ficando um pouco alterado, resolveu abrir a tampa e encontrou três sacos de maconha. Em pânico, ligou para o pai, que sugeriu o contato com a polícia.

Segundo o jornal local The Island Packet, Brown ligou para a delegacia de Beaufort às 23h30 do último dia 27. Ele comenta que não foi fácil convencer as autoridades do que realmente aconteceu.

Posteriormente, o homem conferiu o recibo e viu que pagou normalmente pelo preço de cada produto. Os policiais estão investigando o incidente e o McDonald's afirmou estar "cooperando totalmente com a polícia" acerca do caso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo