Bandeira 3 para táxis: entenda a nova cobrança e compare os preços

Por Metro Jornal

A partir desta quinta-feira (7), os 68 mil taxistas da cidade poderão cobrar pela recém-criada bandeira 3 em corridas na saída de grandes eventos, como shows, jogos de futebol, feiras e congressos.

Nessa modalidade, a tarifa quilométrica – preço do quilômetro rodado – vai sair 30% a mais do que na bandeira 2. A cobrança extra é opcional e o taxista terá que informar o passageiro que a corrida será pela bandeira 3 antes de iniciar a viagem. A portaria criando essa modalidade foi publicada na quarta (6) no Diário Oficial da Cidade.

Em eventos de grande porte, há bolsões de estacionamento para os taxistas, de onde poderá partir a viagem na nova cobrança. Nesse tipo de acontecimento, como há muita procura, os aplicativos de transporte costumam cobrar valor mais elevado, a chamada tarifa dinâmica, que aumenta conforme crescem os pedidos por carros.

Veja também:
Polícia prende 50 suspeitos de furto de celulares e tráfico de drogas no centro de São Paulo
Árvore de grande porte cai, atinge veículos e interdita avenida Brigadeiro Luís Antônio

A medida foi tomada, segundo a prefeitura, para atender a pedido da categoria. “É uma demanda dos taxistas”, disse o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram. Mas há divergências entre os dois principais sindicatos da categoria.

O presidente do Simtetaxis, Antônio Matias, o Ceará, disse que a entidade discutia essa cobrança com a prefeitura desde 2016. “É um incentivo para os taxistas voltarem a fazer grandes eventos”, afirma. Ele explica: o taxista fica parado no bolsão muito tempo até sair com passageiro, e a tarifa extra seria um incentivo para atender esses locais. Mas o presidente do Sinditaxi, Natalício Bezerra, disse ser contrário à nova cobrança. “O sindicato não pediu e a categoria não quer essa medida da bandeira 3.”

Nas ruas, o Metro Jornal ouviu muito mais vozes contra a portaria. “Vai espantar os passageiros”, afirma, preocupado, o taxista Paulo Alexandre, 55 anos. “Já é difícil pegar bandeira 2, imagina a 3… Aí que some todo mundo.” Robson Souza, 38 anos, concorda: “Essas mudanças assustam o passageiro”.

O empresário Douglas Godin, 50 anos, só pega táxi quando está atrasado, para aproveitar o corredor, mas não pagaria bandeira 3. “Os aplicativos acabam saindo mais barato, pego por causa do preço.”

Bandeira 3: entenda a nova cobrança

Quando e como será cobrada a bandeira 3

  • Quando: Poderá ser cobrada em viagens de táxi iniciadas em grandes eventos cadastrados na prefeitura, como jogos de futebol, shows e feiras
  • Quanto: A cobrança, opcional, terá valor 30% superior ao da bandeira 2
  • Como: Nesse primeiro momento, será feita com tabela. Quando o taxista for aferir seu taxímetro, a bandeira 3 será incluída no aparelho

Como é a cobrança de táxi

Bandeira 1
Das 6h às 20h, de segunda a sábado
R$ 4,50 mais a tarifa de R$ 2,75 por quilômetro rodado

Bandeira 2
Das 20h às 6h, de seg. a sáb., e o dia todo aos domingos
Acréscimo opcional de 30% sobre a tarifa quilométrica da bandeira 1.

Bandeira 3
Viagens iniciadas em grandes eventos previamente cadastrados na prefeitura)
Acréscimo opcional de 30% sobre a tarifa quilométrica da bandeira 2.

Exemplos de cobrança (estimativas)

Trajetos até a avenida Paulista, 900.
Cálculo estimado a partir da quilometragem entre os locais calculados pelo Google Maps, conisderando a fórmula para cada bandeira.

Pontos de partida

Estádio do Morumbi
Bandeira 1: R$ 36,10
Bandeira 2: R$ 46,60
Bandeira 3: R$ 58

Anhembi
Bandeira 1: R$ 29,30
Bandeira 2: R$ 36,70
Bandeira 3: R$ 46,30

Allianz Parque
Bandeira 1: R$ 24
Bandeira 2: R$ 29,90
Bandeira 3: R$ 37,50

Autódromo de Interlagos
Bandeira 1: R$ 56,75
Bandeira 2: R$ 72,40
Bandeira 3: R$ 92,80

Transamérica Expo
Bandeira 1: R$ 47,10
Bandeira 2: R$ 59,90
Bandeira 3: R$ 76,50

SPExpo
Bandeira 1: R$ 36,70
Bandeira 2: R$ 46,30
Bandeira 3: R$ 58,80

Fonte: Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, Google Maps

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo