Largo da Batata deve ficar de fora do Carnaval 2020

Por Metro Jornal

O largo da Batata, na avenida Brigadeiro Faria Lima (zona oeste), deve ficar fora do Carnaval do ano que vem. Segundo a Secretaria de Cultura, o local teve tumulto, arrastões e brigas neste ano e sua saída da programação de 2020 é “estudada” e “quase certa”.

A prefeitura também avalia a implantação de novas vias, como as avenidas Gastão Vidigal e Guilherme Dumont Villares (ambas na zona oeste). Já a Tiradentes, Marquês de São Vicente e Berrini, que fizeram sucesso neste ano, devem continuar no esquema para receber os foliões.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Alexandre Youssef, a folia do ano que vem deve chegar a um nível inédito, podendo se tornar o maior Carnaval do Brasil. A prefeitura registrou um recorde no número de inscrições, com 865 blocos cadastrados, que devem sair em 960 desfiles pela capital entre os dias 15 de fevereiro e 1º de março. Para o secretário, o Carnaval será mais espalhado e com trajetos descentralizados.

Uma comissão está avaliando blocos inscritos e trajetos propostos e, se necessário, irá solicitar os devidos ajustes. No final do processo, serão publicadas as autorizações para os desfiles, mas não é garantido que todos os blocos e trajetos pedidos serão aprovados.

Galo da Madrugada

Uma das possíveis atrações para alegrar os foliões em 2020 é o bloco Galo da Madrugada, tradicional em Recife (PE). O bloco, conhecido pela figura de um galo colorido que arrasta multidões, mostrou interesse em participar do Carnaval em São Paulo, mas a prefeitura ainda não confirmou nenhuma atração para 2020.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo