Idade média ao morrer em São Paulo é de 68,7 anos; veja índice no seu distrito

Por Metro Jornal

A Rede Nossa São Paulo, organização da sociedade civil, divulga nesta terça-feira (5) o Mapa da Desigualdade 2019. O levantamento anual de indicadores dos 96 distritos da cidade sinaliza as regiões com mais carência de serviços e equipamentos públicos.

Entre os dados apontados estão a grande diferença na idade média ao morrer entre moradores de Moema, distrito nobre da zona sul, e Cidade Tiradentes, no extremo leste da cidade. Enquanto no primeiro a idade média das mortes é de 80,6 anos, no segundo o número cai para 57,3 anos – 23,3 anos a menos. Os dois possuem menos de 27,8 km de distância.

Veja também:
Serasa realiza feirão para limpar nome
Lançamento e venda de imóveis batem recorde em São Paulo

Em toda a cidade, a idade média ao morrer é de 68,7 anos, segundo o estudo. Outros distritos que se destacam acima da média são Jardim Paulista (79,85), Consolação (79,43) e Alto de Pinheiros (79,09). Já entre os índices mais baixos também aparecem Marsilac (57,51), Grajaú (58,64) e São Rafael (58,75).

O Mapa da Desigualdade utiliza dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com a Rede Nossa São Paulo, o indicador não pode ser classificado como “Expectativa de vida”, já que este termo implica uma projeção do número médio de anos que a população deve viver, mas considerando as mesmas condições de vida no momento do nascimento.

Confira a tabela completa com a idade média ao morrer dos 96 distritos de São Paulo:

  1. Moema 80,57
  2. Jardim Paulista 79,85
  3. Consolação 79,43
  4. Alto de Pinheiros 79,09
  5. Itaim Bibi 78,67
  6. Santo Amaro 78,30
  7. Vila Mariana 78,17
  8. Lapa 78,13
  9. Pinheiros 78,05
  10. Perdizes 78,00
  11. Saúde 77,16
  12. Moóca 76,85
  13. Campo Belo 76,30
  14. Tatuapé 76,05
  15. Santana 75,42
  16. Socorro 74,74
  17. Vila Leopoldina 74,71
  18. Liberdade 74,39
  19. Butantã 74,38
  20. Tucuruvi 74,24
  21. Santa Cecília 74,05
  22. Carrão 73,75
  23. Barra Funda 73,67
  24. Água Rasa 73,54
  25. Morumbi 73,48
  26. Ipiranga 73,24
  27. Bela Vista 73,06
  28. Cursino 72,73
  29. Vila Formosa 72,65
  30. Vila Guilherme 72,46
  31. Mandaqui 72,44
  32. Campo Grande 72,16
  33. Casa Verde 71,63
  34. Cambuci 71,57
  35. São Lucas 71,42
  36. Penha 71,21
  37. Vila Matilde 71,19
  38. Vila Prudente 71,07
  39. Aricanduva 70,51
  40. Limão 70,28
  41. São Domingos 70,24
  42. Jabaquara 70,12
  43. Belém 69,95
  44. Freguesia do Ó 69,58
  45. Rio Pequeno 69,56
  46. Vila Sônia 68,91
  47. Artur Alvim 68,86
  48. Jaguara 68,85
  49. Pirituba 68,49
  50. Vila Medeiros 68,42
  51. Bom Retiro 68,26
  52. Jaguaré 67,99
  53. Ponte Rasa 67,87
  54. Sacomã 67,72
  55. São Miguel 67,69
  56. Cangaíba 67,23
  57. Jaçanã 67,09
  58. Vila Maria 66,81
  59. Pari 66,75
  60. República 66,65
  61. Tremembé 66,27
  62. Ermelino Matarazzo 65,53
  63. Brás 65,42
  64. Cidade Dutra 65,34
  65. São Mateus 65,24
  66. Cidade Líder 65,15
  67. Cidade Ademar 64,80
  68. Sé 64,70
  69. Itaquera 64,62
  70. Raposo Tavares 64,34
  71. Sapopemba 63,92
  72. Vila Jacuí 63,92
  73. Vila Andrade 63,55
  74. Campo Limpo 63,49
  75. José Bonifácio 63,40
  76. Vila Curuçá 63,40
  77. Parque do Carmo 63,23
  78. Cachoeirinha 63,01
  79. Guaianases 62,44
  80. Jardim Helena 62,41
  81. Pedreira 61,98
  82. Jardim São Luís 61,95
  83. Perus 61,52
  84. Jaraguá 61,16
  85. Itaim Paulista 61,05
  86. Capão Redondo 60,40
  87. Lajeado 60,15
  88. Brasilândia 60,01
  89. Parelheiros 59,47
  90. Iguatemi 59,17
  91. Jardim Ângela 58,93
  92. Anhangüera 58,87
  93. São Rafael 58,75
  94. Grajaú 58,64
  95. Marsilac 57,51
  96. Cidade Tiradentes 57,31

Fonte: Mapa da Desigualdade 2019 – Rede Nossa São Paulo

Programa Ruas Abertas Avenida Paulista Alf Ribeiro/Folhapress
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo