Em São Bernardo, parque da Juventude reabrirá pista de skate com padrões olímpicos

Por Metro Jornal

O parque da Juventude, em São Bernardo, tem previsão de reabertura após reforma no dia 7 de dezembro. E uma novidade deve animar os skatistas da cidade: um dos principais atrativos do espaço, a pista de skate, será reinaugurada nos moldes do equipamento que deve ser utilizado na Olimpíada de Tóquio-2020.

A PugSkatepark, empresa responsável pela reforma, seguiu o que há de mais atual na construção de pistas da modalidade para desenvolver o projeto. De acordo com o diretor da Pug Caio Peres, o local poderá sediar tranquilamente competições internacionais após as intervenções. “Não há normas específicas registradas para a realização de torneios, mas os organizadores dos campeonatos procuram lugares que possuem a devida qualidade”, disse.

Veja também:
Bruno Covas pode ter alta do hospital nesta segunda
Falha de sistema bloqueia 6 mil cartões do Bilhete Único em São Paulo

Referência na América Latina para prática de esportes radicais, o parque da Juventude foi fechado para reformas em junho deste ano. A pista de street – caracterizada por obstáculos de rua, como corrimões e degraus – estava interditada desde 2018 devido às enchentes no Centro. A previsão inicial era de reabertura neste mês. Portanto, houve um mês de atraso.

Além do street, o espaço também conta com equipamentos para os outros estilos da modalidade. O parque da Juventude possui o half pipe – a famosa pista em forma de “u” – do vertical. Para os skatistas que preferem o park, o local também tem circuito especializado.

37 anos de história

A pista de skate do Parque da Juventude é uma das mais tradicionais do Brasil. Espaço onde famosos skatistas iniciaram suas trajetórias, como Sandro Dias e Denis Buiu, o equipamento público completou 37 anos em 2019. Caio Peres, assim como a maioria dos praticantes da Grande São Paulo, também começou a andar de skate no local. “Quando eu era mais novo frequentava muito. Andei lá entre 2007 e 2011, mais ou menos. É uma pista muito tradicional pelo tamanho. Não existia em São Paulo outro lugar para praticar com a mesma estrutura”, afirmou.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo