Erick Jacquin é vítima de falsa babá: ‘Pensava que minha família estava protegida’

Por Band.com.br

Uma mulher foi presa pela polícia de São Paulo neste final de semana, suspeita de realizar furtos enquanto trabalhava como babá. Erick Jacquin, jurado do MasterChef Brasil e Pesadelo na Cozinha foi uma das vítimas.

Segundo a Polícia Civil, Andrea Lopes da Silva foi presa em flagrante no sábado, 2, por se passar pela irmã e por furtar objetos de pessoas que a contratavam. De acordo com o repórter Alex Sampaio, do Melhor da Tarde, a falsa babá foi detida na residência de Jacquin no Jardim Paulista.

Rosângela Menezes, mulher do chef de cozinha, foi alertada por mensagens no celular da ação de uma mulher que se passava por babá e furtava casas nos bairros dos Jardins e de Higienópolis. Ao reconhecê-la no alerta, Rosângela e Jacquin procuraram um delegado que participava de um jantar com o casal naquele momento.

O delegado Roberto Monteiro checou os antecedentes, cruzou os dados da suspeita e do outro nome que ela havia se apresentado – que verificou ser o nome da irmã da falsa babá. A investigação, que está no 78º Distrito Policial (Jardins), descobriu que ela já tinha outras passagens pelo mesmo crime São Paulo e em Pernambuco.

O repórter Alex Sampaio ainda revelou o modus operandi da falsa babá. Ela tirava fotos dos objetos de valor e enviava para um comparsa, que avaliava e dizia o que valia apena ser roubado. De acordo com a assessoria de imprensa do chef Erick Jacquin, Andrea havia furtado um relógio da marca Fréderic Constant e uma bolsa da grife Chanel.

"É uma coisa comum no Brasil, infelizmente. Não importa o que foi roubado, pois isso é pouca coisa. Eu pensava que a minha família estava protegida. Ela era uma pessoa que ajudada a gente com os bebês e que todo mundo considerava do bem. Foi uma indicação da uma pessoa amiga nossa", revelou Erick Jacquin em vídeo exclusivo para o Melhor da Tarde.

"Às vezes, a gente não se protege. Então, se protejam, peguem informação e não tenham vergonha. É uma obrigação saber quem você é e de onde você vem. A gente não pode abrir a nossa casa sem saber. A gente tem de pegar ficha judicial, ficha na polícia. Eu poderia ter facilmente sabido quem era essa pessoa, porque ela já era fichada. O mais importante é o que todas as pessoas que estavam com elas vão ser presas", completou o jurado.

Jacquin ainda aproveitou para agradecer a atuação rápida e eficiente da polícia para solucionar o caso. "O doutor Roberto Monteiro pegou essa mulher na hora e levou a gente à delegacia. Os policiais foram muito eficientes e muito rápidos. Muita gente vai cair, graças ao trabalho da equipe dele. Obrigado à polícia, obrigado a todos meus amigos que deram apoio moral à minha família e à minha esposa. Lugar de bandido é na prisão", afirmou.

A polícia agora busca outras possíveis vítimas da falsa babá, pois vários relógios e até cartões de crédito foram encontrados em posse de um receptador. De acordo com o delegado Luiz Guilherme Pinheiro, do 78º Distrito Policial, Andrea segue presa acusada de falsidade ideológica e furto. O homem suspeito de ser o receptador dos objetos furtados das residências também está detido.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo