Seis livros para entender o bolsonarismo

Por Metro Jornal

O Brasil chegava há pouco mais de um ano ao fim de um processo eleitoral conturbado, com Lula, que havia liderado as primeiras pesquisas, preso, um candidato esfaqueado e intensa polarização marcada pelo uso de notícias falsas. Jair Messias Bolsonaro (PSL) venceria em 28 de outubro de 2018 Fernando Haddad (PT) com o apoio de 57 milhões de brasileiros, o equivalente a 55,13% dos votos válidos.

O que levou o capitão reformado do Exército e deputado federal desde 1990 a assumir o comando da nação mesmo com pouca exposição na televisão e representado até então por um partido político de baixa expressão é tema de livros lançados neste ano. Ao menos 18 títulos vendidos atualmente no catálogo da Amazon se debruçam especialmente a biografia e análises sobre o bolsonarismo. Na Livraria Saraiva, são 15 obras.

Antes das eleições, o livro escrito por seu filho Flávio, “Jair Messias Bolsonaro: Mito ou Verdade” (2017), era o mais relevante sobre a trajetória do “mito”. “O Jair Messias Bolsonaro, filho, pai, militar, político, amigo, gente como a gente”, diz a apresentação da obra.

No início deste ano, o gaúcho Willyam Thums causou polêmica ao lançar de forma independente “Por Que Bolsonaro Merece Respeito, Confiança & Dignidade?” (2019), com 186 páginas em branco. A obra é inspirada em livro também em branco sobre o presidente Donald Trump nos Estados Unidos. “Deixei em branco justamente para que esse gesto fosse interpretado, ou para que as pessoas chegassem às próprias conclusões… ou não”, disse em entrevista em agosto.

Para quem quer entender melhor a figura Jair Bolsonaro, o jornalista Luiz Maklouf Carvalho recuperou a história do presidente durante sua vida militar em “O Cadete e o Capitão – A Vida de Jair Bolsonaro no Quartel” (2019). A leitura resgata polêmicas como o processo em que foi acusado de implantar bombas no quartel.

Cesar Calejon é autor de “A Ascensão do Bolsonarismo no Brasil do Século XXI” (2019), lançado neste mês. A obra traz a cronologia das eleições de 2018 analisada com a ajuda de professores, especialistas e pessoas que trabalharam nos bastidores. O escritor acredita que a polarização política entre esquerda e direita e um sentimento antissistema da população foram fatores importantes para a vitória de Bolsonaro. O uso das redes sociais também entra na análise do autor. “Está surgindo um novo paradigma sociopolítico e de comunicação em todo o mundo.”

O Metro Jornal separou alguns dos principais títulos sobre o bolsonarismo. Confira:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo