Polícia Federal destrói 360 mil pés de maconha no Maranhão e Pará

Por Agência Brasil

A Operação Facheiro 4 da Polícia Federal (PF), realizada no período de 16 a 31 de outubro, com o objetivo de erradicar plantações de maconha nas regiões do Noroeste do Maranhão e Nordeste do Pará, destruiu 360 mil pés da erva. "Com a ação policial, deixa de entrar no mercado consumidor aproximadamente 120 toneladas de maconha", informou a PF.

Leia mais:
Navio grego é suspeito de derramamento de óleo no Nordeste, diz PF
Novo caso de exposição de informações pessoais afeta mais de 2 milhões de colombianos

No Maranhão, as ações se concentraram nos limites da Terra Indígena Alto Turiaçu, nos municípios de Nova Olinda do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Centro do Guilherme, Araguanã e Zé Doca. No estado do Pará, os policiais federais agiram em áreas próximas da Terra Indígena Alto Rio Guamá e no Polígono do Capim, regiões que compreendem os municípios de São Domingos do Capim, Concórdia do Pará, Bujarú, Tomé-Açu e Cachoeira do Piriá.

Foram localizadas e inutilizadas 136 plantações, em uma área de cerca de 240 mil metros quadrados, além da apreensão de mais de 1 tonelada da droga pronta para o consumo. Os policiais destruíram também acampamentos e lavraram um auto de prisão em flagrante por porte ilegal de armas de fogo e tráfico de drogas.

A operação contou com a participação da Coordenação de Aviação Operacional da PF, do Centro Tático Aéreo da Polícia Militar do Estado do Maranhão, do Grupo Aéreo de Segurança Pública do Pará e do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. Ao todo aproximadamente 100 policiais de diferentes forças de segurança pública participaram das ações.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo