Menina que caiu do 9º andar deixa hospital após 18 dias

Por Lucas Morais - Metro Belo Horizonte

“Um verdadeiro milagre da vida”, definiu Wallace Paes, pai da pequena Clara Pereira, de apenas dez anos, sobre a rápida recuperação da filha após a queda do nono andar em um prédio no bairro Heliópolis, região Norte de Belo Horizonte. Ontem, após 18 dias de internação, Clara deixou o hospital e voltou para sua casa em Lagoa Santa, na região metropolitana. “Não dá nem para descrever o sentimento vendo ela brincando com a irmãzinha. Parece que nem aconteceu nada com ela, que não está nem lembrando mais, já até está mexendo a perna que antes nem podia encostar”, comemorou.

O acidente aconteceu na madrugada de 13 de outubro, quando Clara passava o fim de semana com os primos. Conforme a família, a suspeita é um episódio de sonambulismo – o laudo pericial descartou qualquer possibilidade de que a queda foi provocada. No dia, ela foi encaminhada pelo Samu inconsciente para o Hospital João XXIII, no Centro da capital, com múltiplas fraturas e traumas.

Altura de 25 metros

Após cair de uma altura de quase 25 metros, Clara atingiu o telhado da área privativa de um morador, no primeiro andar. Com isso, a queda foi amortecida. Outro fator determinante para a sobrevivência da garota foi ela ter caído de lado – a menina quebrou braço, perna e parte do rosto.

Após os primeiros socorros, ela recebeu os cuidados médicos no CTI (Centro de Terapia Intensiva). Ao longo do tratamento, Clara passou por quatro cirurgias, uma delas de 12 horas, para a reconstrução do queixo. “Ela nasceu de novo e, automaticamente, nos nascemos juntos, porque somos uma família muito unida e vamos nos fortalecer ainda mais. Deus nos honrou, nos concedeu esse milagre. Estamos muito felizes, não dá nem para descrever”,
finalizou o pai Wallace.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo