Manchas de óleo invadem a maior concentração de biodiversidade marinha do Atlântico Sul

Por Paloma Morais e Arla Coqueiro - BandNews FM

Pequenas manchas chegam à cidade de Prado, no sul da Bahia, na praia da Ponta do Corumbau. O município marca o início do Banco de Abrolhos, um alargamento da Plataforma Continental, que concentra a maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul.

O local atingido fica dentro da Reserva Extrativista Marinha de Corumbau, criada em 2000 e que abriga comunidades de pescadores. A informação foi confirmada à BandNews FM pelo Procurador Geral do município Gideão Barreto.

Veja também:
Operação mira mais de 300 sites e aplicativos por pirataria na internet
‘Quem fala pelo Eduardo é ele, não sou eu’, diz Bolsonaro no Facebook

O Banco de Abrolhos se estende desde Prado, na Bahia, até Linhares, no norte do Espirito Santo. Antes, Canavieiras, Belmonte e Santa Cruz Cabrália, que ficam antes do Banco, e já estão dentro do que se conhece como "Região dos Abrolhos", também já tinham registrado manchas. Ele também abriga o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, o primeiro criado no país, em 1983.

De acordo com o Ibama, 286 localidades já foram atingidas pelas manchas de petróleo, em 98 municípios dos nove estados do nordeste.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo