Morales aceita auditoria da OEA em resultado de eleição da Bolívia

Por Estadão Conteúdo

O governo do presidente da Bolívia, Evo Morales, aceitou que a Organização dos Estados Americanos (OEA) faça uma auditoria na contagem de votos da polêmica eleição presidencial, mudando sua posição inicial.

A OEA vai enviar 30 especialistas para o país, que devem chegar até amanhã. Foram convidados a participar também os representantes dos governos da Espanha, México e Paraguai.

Já o adversário de Morales, Carlos Mesa, que contesta o resultado das eleições, disse que não aceitará uma auditoria nos "termos compactuados unilateralmente pelo governo" .

O ministro das Relações Exteriores boliviano, Diego Pary, explicou que "a auditoria se concentrará nas fases eleitorais e subsequentes" e "será abrangente e vinculativo". Mas a oposição exige uma investigação também do período pré-eleitoral. Fonte: Associated Press.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo