Governo deve acionar plano de contingência para óleo no Nordeste, diz MPF

Por BandNews FM

O Ministério Público Federal pediu à justiça que obrigue o Governo Federal a acionar o Plano Nacional de Contingência para Incidentes com Óleo no prazo de 24 horas. O recurso feito ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região prevê uma multa diária de R$ 1 milhão em caso de descumprimento.

O mesmo pedido já havia sido feito no dia 18 deste mês, mas foi negado. De acordo com a procuradora Vanessa Previtera, no recurso são listados pelo menos dez pontos que mostram que o plano não foi acionado e que comprovam a urgência da adesão.

Veja também:
Chinês é preso em casa de swing com armas sem identificação
Velório de Jorge Fernando é aberto ao público; corpo será cremado nesta terça

O plano abrange toda a costa do Nordeste, da Bahia ao Maranhão, onde 254 localidades em 92 cidades foram atingidas por manchas de óleo.

A ação dos procuradores ressalta ainda que o Comitê de Suporte do PNC deve ser formado por 17 órgãos, entre eles a Casa Civil da Presidência da República, os ministérios da Justiça, Defesa, Relações Exteriores, Agricultura, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

O plano também prevê que os nove estados do Nordeste deveriam estar participando do Comitê de Suporte, com um representante de cada órgão estadual ambiental o que não está acontecendo, segundo o recurso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo