Bogotá elege sua primeira prefeita, Cláudia López

Por Ansa

O partido governista da Colômbia perdeu as eleições de domingo (27) nas três principais cidades do país: a capital Bogotá, Medelín e Cali, impondo uma derrota ao presidente Iván Duque. Bogotá elegeu pela primeira vez em sua história uma mulher como prefeita, a ex-senadora Claudia López, da Aliança Verde.

LEIA MAIS:
Mujica é eleito senador no Uruguai
Piñera troca oito ministros no Chile, incluindo seu ‘braço direito’

Ela é homossexual assumida e doutora em ciências políticas pela Universidade de Northwestern de Chicago. Antes de ingressar na política, foi investigadora em temas de corrução e crimes de colarinho branco em entidades locais e internacionais.

Já em Medelín, que é bastião do chamado "uribismo", movimento político liderado pelo ex-presidente Álvaro Uribe, um aliado de Iván Duque, venceu o candidato independente Daniel Quintero Calle. Em Cali, o ex-prefeito Jorge Iván Ospina, também da Aliança Verde, ganhou as eleições. "Para quem foi eleito, minha mensagem é clara: esse governo é de todos os colombianos. Podem ter certeza de que, em mim e em toda a equipe do governo, encontrarão aliados para cristalizar as iniciativas com a responsabilidade que precisam", disse Duque, sinalizando aos novos líderes. O presidente também incentivou os novos prefeitos, governadores e legisladores regionais a "trabalharem sem descanso" para resolver as "necessidades dos colombianos".

Já Uribe, por sua vez, admitiu que seus candidatos foram derrotados nas principais cidades. "Perdemos, reconheço a derrota com humildade. A luta pela democracia não tem fim", escreveu em sua conta no Twitter o ex-presidente, que comanda o partido de direita Centro Democrático, ao qual Duque pertence.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo