Matrícula para estudantes da rede estadual vai até dia 31

Por Metro Jornal

O prazo para matricular novos estudantes na rede estadual será encerrada no dia 31. Responsáveis de novos alunos devem procurar a escola pública, tanto municipal quanto estadual, ou os postos do Poupatempo e apresentar RG ou certidão de nascimento, além do comprovante de endereço.

Leia mais:
Professora da Unicamp recebe prêmio para mulheres cientistas

Até esta quarta-feira (16), mais de 2,5 milhões novos alunos fizeram a matrícula. A Secretaria da Educação do Estado espera que esse número cresça com os novos adeptos.

“Queremos que o cadastro seja todo feito on-line a partir do ano que vem. Estamos ampliando o leque de opções, uma vez que os pais ainda terão a escola e a secretaria como apoio para realizar a matrícula. Queremos otimizar o pessoal e também tornar o processo mais automático”, explica a chefe de gabinete na Educação, Renilda Peres.

Atendimento

O procedimento pode ser feito na própria rede e no Poupatempo, em 72 unidades fixas, mediante agendamento prévio. Para solicitar o serviço, basta acessar um dos seguintes canais: portal na internet, aplicativo SP Serviços ou por meio dos totens de autoatendimento, distribuídos nos shoppings, supermercados, estações de Metrô e CPTM.

Na data e horário marcados, os interessados precisam levar ao Poupatempo, o RG ou a certidão de nascimento, além do comprovante de endereço do estudante. Para os menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado pelo representante legal, devidamente identificado. Concluída a inscrição nos postos, o cidadão receberá um comprovante de inscrição para acompanhamento do resultado da matrícula.

Abrangência

Para jovens do Ensino Médio, a matrícula também abrange o Ensino Médio Técnico, com sete opções de cursos: Desenvolvimento de Sistemas, Informática para Internet (Programação Web), Administração, Recursos Humanos, Marketing, Contabilidade e Logística.

“Nossa rede tem demanda por educação técnica. Segundo pesquisa realizada ainda neste ano, 20% dos estudantes da rede querem se aprofundar em educação técnica e profissional. Nossos jovens não sabem as oportunidades que existem na área técnica, e isso é um problema da sociedade”, enfatiza o secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo