Irmã Dulce será canonizada neste domingo

Freira baiana será primeira santa nascida no Brasil

Por Metro Jornal

A canonização de Irmã Dulce, no próximo domingo, fará o Brasil ganhar a primeira santa nascida no país. O processo de canonização da freira baiana foi o terceiro mais rápido da história, 27 anos após sua morte, ficando atrás só do papa João Paulo 2º, nove anos, e de Madre Teresa de Calcutá, 19 anos depois de sua morte.

E era como “Madre Teresa do Brasil” que alguns a conheciam. As semelhanças iam além do físico franzino: o trabalho com pobres foi a maior marca de ambas.

O início da obra mais regular do “Anjo Bom da Bahia” foi em 1949, quando ela ocupou o galinheiro ao lado do convento para atender 70 pacientes.

A celebração será no domingo, a partir das 5h – de Brasília. Começa com um canto ao Espírito Santo. O cardeal dom Angelo Becciu, da Congregação para a Causa dos Santos lerá  uma pequena biografia de cada um dos cinco santos novos –Dulce e outros quatro – para o papa. A seguir, será cantada uma ladainha invocando os santos. Na sequência, o papa Francisco lê um texto em latim e, a partir daí, eles passam a ser reconhecidos como santos. Aí, a missa segue normalmente. O Brasil terá ganho a Santa Dulce dos Pobres, com dia celebrado em 13 de agosto.

Linha do tempo

26.mai.1914 – Nasce Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes em Salvador

1933 – Ingressa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em Sergipe, recebe o hábito e adota, em homenagem à mãe, o nome de Irmã Dulce

1949 – Em Salvador, após autorização da superiora, ocupa um galinheiro ao lado do convento para atender doentes

1959 –  Instalada no local a Associação Obras Sociais Irmã Dulce

13.mar.1992 – Irmã Dulce morre em Salvador

Os milagres

Da beatificação

Após dar à luz seu segundo filho, Gabriel, em 11 de janeiro de 2001, Claudia Cristina dos Santos sofreu uma forte hemorragia, durante 18 horas. O médico diz à família que apenas “uma ajuda divina” poderia salvá-la. Chamado ao local, o padre José Almí faz corrente de oração pedindo a intercessão de Irmã Dulce e deu a Cláudia uma pequena relíquia da freira. A hemorragia cessou subitamente

Da canonização

Aos 22 anos, o músico José Maurício Moreira teve um diagnóstico de glaucoma descoberto tardiamente. Mesmo com tratamento por dez anos, na virada do ano de 1999 para 2000, ele ficou totalmente cego de ambos os olhos. Em 2014, Maurício teve conjuntivite que causou fortes dores. Ele pegou uma imagem de Irmã Dulce a colocou sobre os olhos e fez uma oração pedindo para cessarem as dores. Ao acordar, Maurício percebeu então que tinha voltado a enxergar.

País terá 37 santos

País terá
37 santos

Com a canonização de irmã Dulce, o Brasil terá 37 santos, entre nascidos no país ou com atuação aqui. A italiana madre Paulina, o brasileiro frei Galvão e o padre espanhol José de Anchieta fazem parte dessa lista.

Além dos santos, o Brasil soma cerca de 5 dezenas de beatos – um “degrau” abaixo da santificação. O padre Donizetti, que ficou famoso no interior de São Paulo em meados do século passado, com fama de “milagreiro”, deverá ser beatificado em novembro, em Tambaú (255 km de SP).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo