Após denúncia, motos do Samu voltam aos poucos a operar em São Paulo

Por Ana Paula Rodrigues - Rádio Bandeirantes

Quase 1 mês após o alerta feito pela Rádio Bandeirantes, motos usadas por resgatistas do Samu começam a voltar para as ruas. A situação denunciada em setembro era grave: 34 das 49 que integram a frota na cidade de São Paulo estavam paradas.

Todas tinham problemas simples, como pneu furado, e foram encostadas num antigo prédio no centro da cidade. No começo desta semana, 12 foram liberadas e 4 que ainda estão no conserto devem começar a circular novamente em breve.

Veja também:
Manobrista atropela quatro clientes em porta de restaurante de Santo André
São Paulo confirma 92 casos de sarampo por dia

A manutenção das motos foi suspensa há 2 meses, quando acabou o contrato com a empresa que fazia o serviço Enquanto outro não é assinado, a prefeitura pediu que o conserto fosse feito por uma empresa que cuida de ambulâncias.

Segundo o Ministério da Saúde, todos os meses são enviados à prefeitura de São Paulo R$ 252 mil apenas para serviços que envolvem as motos. Por meio da Lei de Acesso à Informação, a Rádio Bandeirantes verificou que o repasse total desde o começo do ano para o Samu na cidade foi de quase R$ 30 milhões.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo