Campanha nacional de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda

Público-alvo é de crianças de seis meses a menores de cinco anos

Por Metro Jornal

Televisão, rádio, internet, mobiliário urbano e até o cinema exibirão comunicados do Ministério da Saúde chamando a população para a nova campanha nacional de vacinação contra o sarampo, que começa hoje. De acordo com o governo, a ideia de substituir a tradicional propaganda por um comunicado em forma de convocação é para impactar.

Isso porque, o país precisa conter o avanço da doença, sobretudo em bebês e nas crianças com até 5 anos, público-alvo dessa primeira fase. O ideal é que a criança receba duas doses. A primeira, a tríplice viral – contra sarampo, rubéola e caxumba – é normalmente aplicada aos 12 meses. A segunda, aos 15 meses, é a tetra viral, que protege também contra a varicela.

Veja também:
Artista cria parques em cemitérios de São Paulo
Assaltantes rendem funcionários da TV Cultura e roubam caixas eletrônicos

Neste ano, o governo está antecipando a imunização com a chamada “dose zero”, que está sendo aplicada nos bebês a partir dos seis meses e que deverão completar a imunização depois com as outras duas doses. A criança que já tomou as duas doses não precisa da “zero”.

Em São Paulo, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, já foram registrados nestes ano 6,4 mil casos de sarampo, com 9 mortes: sendo cinco adultos e quatro bebês com até 11 meses. O mais novo tinha só 26 dias de vida. Para incentivar a campanha, o ministério promete distribuir um recurso extra de R$ 206 milhões para os municípios que atingirem metas de vacinação.

O ministro Luiz Henrique Mandetta fez apelo aos pais contra as fake news. “A vacina é um direito da criança e a criança não consegue ir sozinha ao posto de saúde solicitar o que é o seu direito. Portanto, aos responsáveis: chequem a carteira de vacinação das crianças como ato de respeito e amor.”

COMO SERÁ A CAMPANHA

Primeira etapa
• De 7 a 25 de outubro
• Público-alvo: crianças de seis meses a menores de 5 anos
• Dia D: 19 de outubro

Segunda etapa
• De 18 a 30 de novembro
• Público-alvo: de 20 a 29 anos
• Dia D: 30 de novembro

As pessoas desses grupos devem ir às UBSs com a carteira de vacinação para que seja atualizada

Restrições à vacina

Gestantes e pacientes imunodeprimidos (pessoas com baixa imunidade, transplantados ou em tratamento contra o câncer) devem avaliar com seus médicos se podem ou devem tomar a dose.

O que é o sarampo

Uma doença viral aguda altamente transmissível. Ele pode dar complicações, como otite média aguda, pneumonia bacteriana, laringite e laringotraqueíte, doenças cardíacas, e até matar. É transmitida por fala, tosse ou espirro e por via aérea. Seus sintomas são febre alta, mal-estar, coriza, conjuntivite, tosse e falta de apetite. Depois aparecem manchas vermelhas na pele, que são a maior característica da doença.

Até 18 pessoas podem ser infectadas por um único paciente com sarampo

Fonte: ministério da saúde e Secretaria Estadual da Saúde de SP

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo