Dois anos depois, pais de vítimas de atentado em creche de MG aguardam indenizações

Por Lucas Catta Prêta - BandNews FM

A tragédia na creche Gente Inocente, na cidade de Janaúba, no norte de Minas Gerais, completa dois anos neste sábado (5) com os familiares das vítimas ainda esperando o pagamento de indenizações.

Em 5 de outubro de 2017, um ex-vigia entrou no local e ateou fogo nas salas de aula, matando dez crianças e três professores. O homem também morreu na ação criminosa.

Veja também:
FGTS: O saque-aniversário vale a pena? Veja dicas de especialista
Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa segunda-feira

A Defensoria Pública de Minas Gerais entrou com uma ação contra a prefeitura de Janaúba, que administrava a creche, pedindo indenizações por danos morais, patrimoniais e para o pagamento do tratamento de saúde das vítimas e familiares. O caso é analisado pela Justiça.

A creche Gente Inocente foi demolida e, no local, construída uma nova, que recebeu o nome da professora Heley de Abreu, que salvou várias crianças no dia do ataque, mas morreu após não sobreviver por causa dos graves ferimentos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo