Trump queria usar crocodilos contra migrantes, diz jornal

Por Ansa

Em uma reunião na Casa Branca em março deste ano, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teria sugerido a construção de um muro fortificado na fronteira do México com um fosso cheio de cobras e crocodilos, informou nesta terça-feira (1) o jornal "The New York Times".

No encontro, que durou cerca de duas horas, o chefe de Estado norte-americano também teria dado a ideia de levantar um muro com cerca elétrica e lanças para perfurar o corpo humano. Segundo a publicação, Trump pediu até o orçamento das obras para seus assessores.

Outra sugestão levantada por Trump durante a reunião foi para os soldados norte-americanos terem a permissão de atirar nas pernas dos migrantes que tentassem entrar ilegalmente nos Estados Unidos. No entanto, a ideia foi descartada pelo republicano após seus assessores terem dito que o ato seria ilegal.

Em uma mensagem no Twitter, o mandatário afirmou que as notícias relatadas pelo jornal norte-americano são "falsas". "Fake news. Posso ser duro com a segurança nas fronteiras, mas não com tanta força. A imprensa enlouqueceu", escreveu Trump.

Ainda segundo o "New York Times", participaram da reunião o secretário de Estado, Mike Pompeo, a então secretária de Segurança Interna, Kirstjen Nielsen, o chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, o genro de Trump, Jared Kushner, e o assessor para temas de imigração, Stephen Miller.

Os jornais norte-americanos também informaram que Trump pretendia pintar o muro da fronteira com um "preto liso" para absorver mais calor no verão e dificultar a escalada dos migrantes.

A construção do muro na fronteira com o México é uma das principais promessas de campanha de Trump.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo