Os créditos do meu Bilhete Único sem identificação estão bloqueados; o que fazer?

Por BandNews FM

Usuários do transporte público continuam com dúvidas sobre as mudanças do Bilhete Único do tipo comum, sem identificação. Na última segunda-feira, terminou o prazo para utilizar créditos acima de R$ 43 em cartões emitidos antes de 2014.

Desde então, só é possível usar a carga excedente depois da emissão de um novo bilhete personalizado com foto. O primeiro passo para a mudança – que não se aplica para Vale Transporte e Estudante – é feito com uma solicitação no site da SPTrans.

Veja também:
‘MP deve ser atuante, mas responsável’, defende Augusto Aras na posse como PGR
Outubro Rosa: Ônibus pintado em São Paulo conscientiza sobre câncer de mama

O assessor técnico do órgão Aécio Souza explica um jeito que ajuda a identificar se o cartão precisa ser refeito: caso o código no canto esquerdo seja 52, 59 ou 110, é necessário fazer a troca. Com o novo bilhete em mãos, o passageiro recebe a restituição do créditos do bilhete antigo em até três dias. Durante esse período, só dá para passar nas catracas com uma nova recarga.

No início da semana, os postos da SPTrans tiveram longas filas para retirada do Bilhete Único. O assessor técnico Aécio Souza diz que a situação é reflexo da falta de entendimento sobre quais pessoas realmente precisam de um novo cartão. Segundo a SPTrans, a mudança afeta apenas sete mil dos três milhões de bilhetes usados diariamente no transporte público de São Paulo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo