Polícia faz reconstituição da morte de Ágatha Félix no Rio de Janeiro

Por Daniella Dias - BandNews FM

A Delegacia de Homicídios realiza nesta terça-feira (1º) a reconstituição da morte de Ágatha Félix, de oito anos, morta com um tiro de fuzil há pouco mais de uma semana. A mãe da menina, Vanessa Félix, ainda não sabe se vai participar da reprodução simulada.

Ela estava em uma kombi com a filha quando a criança foi atingida no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro. O objetivo dos investigadores é tentar reproduzir as mesmas condições de luminosidade e de tempo.

Veja também:
Após quatro mortes em duas semanas, motoristas de apps têm maior cautela para aceitar corridas
Previdência: reforma pode ser votada em 1º turno nesta terça

A reconstituição acontece após a perícia feita pela Polícia Civil não conseguir confrontar o fragmento do projétil retirado do corpo de Ágatha com as armas dos policiais militares que estavam trabalhando na ocasião, devido ao tamanho da bala.

Até a semana passada, 20 pessoas prestaram depoimento na Delegacia de Homicídios, entre elas, pais, tios da menina, além do motorista da kombi e policiais militares.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo