Ainda internado, Bolsonaro reassume funções em hospital

Por BandNews FM

Jair Bolsonaro volta à ocupar a presidência da República já nesta quinta-feira (12), ainda que do Hospital Vila Nova Star, onde segue internado. Os médicos suspenderam a dieta líquida e o presidente voltou a se alimentar por via endovenosa.

A previsão era introduzir a dieta pastosa, mas, a grande quantidade de ar no estômago e no intestino dele atrapalhou a retomada dos movimentos intestinais. Os médicos colocaram uma sonda nasogástrica, que vai do nariz ao estômago, para retirar gases e reduzir a pressão dentro do abdome.

Veja também:
Mutirão emite RG e CPF de estudantes nas escolas estaduais de SP
Procon orienta o que fazer durante a greve dos Correios

Por ordem dos médicos, Jair Bolsonaro está caminhando mais pelo quarto e corredores do hospital, assim como mantém a fisioterapia diária para ajudar na recuperação.

Os médicos ainda não definiram um prazo para a alta, porém, creem que Bolsonaro estará restabelecido a tempo de discursar na abertura da Assembleia-Geral da ONU, em Nova York, no dia 24.

Na quarta-feira (11), o presidente determinou a exoneração do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, que foi atendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

A demissão aconteceu um dia depois de o secretário adjunto da Receita, Marcelo de Souza e Silva, ter anunciado em Brasília alguns itens da proposta de reforma tributária que o governo pretende encaminhar ao Congresso. Entre os itens está a criação da CP (Contribuição sobre Pagamentos), uma versão da extinta CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras) que teria alíquota inicial de 0,4% e aumentaria com o tempo. O anúncio provocou reações negativas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo