38% vai usar FGTS para pagar dívidas, diz pesquisa CNDL/SPC Brasil

Por Luis Filipe Veloso - BandNews FM

A CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) divulgaram nesta quinta-feira (12) uma pesquisa sobre o comportamento do trabalhador em relação à liberação de R$ 500 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

De acordo com o levantamento, 38% dos brasileiros devem o saque do benefício para pagar dívida. Com isso, a expectativa é que 9,7 milhões de inadimplentes devem limpar o nome ou pagar parte da dívida. Os saques começam a partir desta sexta (13) para correntistas da Caixa Econômica Federal.

Veja também:
Zoológico de SP lança campanha com meia-entrada para todos às quartas
Pagamento do FGTS começa na sexta; veja calendário

O cartão de crédito será a principal conta em atraso paga com recursos do FGTS, com 42% dos entrevistados. Depois, aparecem as contas atrasadas de telefone (20%), luz (18%) e água (16%).

Já um terço (33%) dos consumidores deve guardar ou investir os recursos, enquanto 24% vão cobrir despesas básicas do dia a dia; e 17%, fazer compras em supermercados. Há ainda 13% que pretendem comprar produtos e serviços e, 10%, antecipar o pagamento de compras.

No geral, 45% dos beneficiários têm interesse em resgatar recursos. Outros 43% não têm interesse de fazê-lo neste momento, enquanto 12% ainda não decidiram. A pesquisa foi feita com 800 consumidores em 12 capitais. A margem de erro é de no máximo 3,4 pontos percentuais e o índice de confiança é de 95%.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo