YOUPIX Summit 2019: Pesquisa aponta futuro do mercado de influência

Por Luccas Balacci - Metro São Paulo

O YOUPIX Summit 2019 reúne nesta quarta-feira, 11 de setembro, influenciadores, criadores de conteúdo e representantes de grandes empresas que atuam ativamente na internet. São quatro palcos com palestras, debates, rodas de conversas e entrevistas para debater o mercado digital e seu futuro.

No Keynote Stage, a YOUPIX, consultoria de influência, e a Box1824, empresa que estuda tendências de mercado, deram uma prévia de um levantamento chamado "Futuro da Influência". O desafio da pesquisa é compreender a lógica contemporânea de influência e desenhar possíveis cenários para o mercado.

As empresas consultaram criadores, comunicadores, marcas e estudaram a indústria digital durante nove meses – os dados serão divulgados em outubro. Durante a YOUPIX Summit 2019, Henrique Diaz, da Box1824, e Bia Granja, da YOUPIX, apresentaram compreensões de como o mercado está se transformando.

O painel foi aberto com uma pergunta: o que é influência?

"Cada um tem uma resposta muito pessoal, particular, mas com noções em comum", explicou Diaz. "A gente começou a ver que existia uma diferença muito grande entre conteúdo e influência." Para o estudo, a influência é a habilidade de prover mudança de comportamento.

Um aplicativo de previsão do tempo, por exemplo, pode convencer pessoas a usarem diferentes roupas e acessórios. Um canal que propaga mensagens sobre veganismo pode convencer pessoas a parar de consumir carne. A exposição de um produto por um influenciador pode motivar um público a comprar este produto.

YOUPIX Summit pesquisa Metro

Dessa base, vieram os "insights", ou seja, as compreensões de para onde o mercado está se transformando. Para a pesquisa, a grande mudança que a indústria digital enfrenta é a ascensão de um modelo de negócio pensado em ecossistemas, não mais em pessoas.

"Da concentração no indivíduo, a influência está se convergindo para uma diluição no coletivo˜, afirmou Diaz. A ideia é que marcas começam a apostar menos em concentrar-se em indivíduos e mais em se conectar diretamente com um coletivo.

O levantamento aponta, ainda, a importância da marca de se inserir na comunidade de forma definitiva e impactante. "Vimos que muitas marcas são como golfinhos: aparecem, fazem uma graça e depois somem", brincou Bia. "A tendência é que quem não busca fazer parte da comunidade acaba sendo rejeitado."

Com a divulgação da pesquisa completa em outubro, as empresas prometem uma maratona de atendimentos de consultoria presenciais para influenciadores na sede da YOUPIX em São Paulo. A ação deve durar uma semana, com data e mais detalhes a serem divulgados em breve.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo