Greve dos Correios vai afetar minhas encomendas? Confira dicas para se prevenir

Por Metro Jornal

Os funcionários dos Correios entraram na manhã desta quarta-feira (11) em greve geral por tempo indeterminado em todo o país. Em nota, a estatal afirmou que os serviços de atendimento não serão afetados, e que já está colocando em prática medidas para minimizar os impactos da paralisação na população.

No entanto, é natural que o consumidor se preocupe com a situação de seus envios e encomendas numa situação atípica. O Procon do Estado de São Paulo reuniu algumas dicas para prevenir-se na hora de solicitar um serviço dos Correios durante o período de greve – e como agir em caso de prejuízo aos serviços solicitados antes dela.


Confira a seguir as dicas do Procon-SP para prevenir-se diante da greve dos Correios em 2019:

Compras e encomendas por Correios

Em casos de ter adquirido produtos de empresas que fazem a entrega pelos Correios, essas são responsáveis por encontrar outra forma para que os produtos sejam entregues ao consumidor no prazo contratado.

Empresas que enviam cobrança por correspondência postal são obrigadas a oferecer outra forma de pagamento que seja viável ao consumidor, como internet, sede da empresa, depósito bancário, entre outras.

LEIA TAMBÉM:
Fies: Inscrição para concorrer a vagas remanescentes termina nesta quarta
Vacina contra difteria está em falta na rede pública

Cobranças entregues por Correios

Não receber a fatura, boleto bancário ou qualquer outra cobrança, que saiba ser devedor, não isenta o consumidor de efetuar o pagamento. Se não receber boletos bancários e faturas, por conta da greve, o consumidor deverá entrar em contato com a empresa credora, antes do vencimento, e solicitar outra opção de pagamento, a fim de evitar a cobrança de eventuais encargos, negativação do nome no mercado ou ter cancelamentos de serviços.

Saiba seus direitos

Caso os Correios não prestem os serviços de entrega contratados, o consumidor tem direito a ressarcimento ou abatimento do valor pago. Se danos morais ou materiais forem causados pela falta da prestação do serviço, também é possível solicitar indenização na Justiça.

O consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação pode procurar o Procon de sua cidade. Para São Paulo, é possível consultar os canais de atendimento neste link.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo