Morcego se mostra cada vez mais adaptado à vida urbana em São Paulo; saiba mais sobre o bicho

Por Metro Jornal

A Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde) registrou 171 acidentes com morcegos só neste ano na cidade de São Paulo, o que representa um aumento de 61% em relação ao ano passado. Mas calma, não precisa ter medo! Eles não costumam atacar; só têm comportamento agressivo quando se sentem ameaçados ou irritados.

A DVZ (Divisão de Vigilância de Zoonoses) afirma que a presença de morceguinhos na capital já virou comum, já que as espécies presentes aqui se adaptaram à região por encontrar abrigo e alimento fácil. Essas espécies têm hábito noturno e ficam nos abrigos durante a manhã. “O anormal é encontrar um morcego voando durante o dia ou caído no chão, o que pode indicar que o animal está doente”, afirma a bióloga Débora Cardoso de Oliveira.

Caso encontre um, ligue para 156 para receber orientações de como proceder. É importante lembrar que é proibido matar os morcegos, que são protegidos pela lei federal 9.605.

Conheça o morcego

Espécies registradas

No Brasil – 178 espécies;
Na capital paulista – 43 espécies. É possível restringir essas 43 espécies a quatro tipos mais presentes na cidade:

  • Insetívoros:
    Prefere ficar em áreas mais urbanizadas porque a iluminação pública atrai insetos. Ele se reproduz na primavera e verão pois é a época que tem mais insetos.
  • Frugívoros:
    Ele se reproduz no outono e inverno por ser época de farta frutificação. As pessoas costumam achar que está atacando por voar baixo para pegar frutos nas árvores.
  • Nectarívoros:
    É o tipo que mais costuma entrar em casas por ser atraído pelos bebedouros de beija-flor que as pessoas deixam nos jardins.
  • Hematófogos:
    Existem apenas três espécies desse tipo registradas no Brasil. Não gosta da iluminação pública, isso o afugenta. Fica em área de mata por conta da fonte de alimento.

Anatomia

Os morcegos têm o que é chamado de “mãos em forma de asas”, se assemelhando à anatomia humana

Ecolocalização

Com ondas sonoras não audíveis ao ouvido humano, o morcego consegue se direcionar melhor à noite, ultrapassando obstáculos e localizando alimentos

Do que se alimenta?

  • Insetos
  • Frutas
  • Néctar de flores
  • Sangue

Onde mora?

  • Bairros mais urbanizados
  • Áreas mais arborizadas e beirais de prédios
  • Árvores, porões ou cômodos vazios
  • Áreas de mata

Curiosidades

  • Únicos mamíferos com capacidade real de voo
  • Tem um período gestacional e a mãe amamenta os filhotes normalmente
  • Eles ficam de cabeça para baixo pois isso ajuda na hora de alçarem voo (poupa energia). Eles prendem a pata e ela tem uma espécie de “travinha” que impede que eles caíam

Mitos

  • Nem todos são “vampirescos”, a maioria não se alimenta de sangue. Não são agressivos nem atacam.
  • Não são sujos nem são transmissores de doença (apenas quando estiverem contaminados com a raiva).
  • Ao contrário do que se pensa, eles não são cegos. Enxergam muito bem apesar de usarem a ecolocalização à noite.

Benefícios

  • Os frugívoros disseminam sementes defecando-as durante voo, o que ajuda a reflorestar áreas degradadas.
  • Os insetívoros fazem controle populacional de insetos por comerem cerca de mil insetos em uma noite.
  • Os nectarívoros têm o papel ecológico de polinização das flores, com o mesmo comportamento do beija-flor.

O que fazer caso um morcego entre em casa

Ligue para o 156 para receber orientação da equipe. A recomendação da Central de Controle de Zoonoses é não tocar no animal, pois ele pode morder para se defender e, por meio da mordida, transmitir raiva (caso esteja contaminado).

Se ele estiver caído no chão, coloque uma caixa ou pano, algo que o contenha, até que chegue a ajuda. Se ele estiver pendurado, não espante e também espere a ajuda.

Vedação

Uma das maneiras de evitar que o animal volte a se abrigar em sua casa é por meio da vedação. Antes disso, é preciso esperar que o animal saia do local. Quando sair, verifique se não sobrou nenhum e então faça a vedação dos pontos de entrada do local.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo