Assinatura da concessão do Pacaembu é adiada para 2ª quinzena de setembro

Por Metro Jornal

O prazo para a assinatura da concessão do Complexo Esportivo do Pacaembu é prorrogado para o dia 16 de setembro. Segundo a Prefeitura de São Paulo, o vencedor da licitação pediu mais tempo para entregar documentações e efetuar o pagamento de uma parcela que supera os R$ 80 milhões.

O Consórcio Patrimônio SP, formado por duas empresas, deve eliminar essas pendências até a próxima segunda-feira, dia 9. A concessão do Pacaembu por 35 anos foi definida em fevereiro, após idas e vindas na Justiça.

Veja também:
Morre o sambista Elton Medeiros, aos 89 anos
Justiça autoriza saída da prisão para Garotinho e Rosinha, ex-governadores do Rio

O contrato prevê melhorias na estrutura do estádio, como reformas nos banheiros, vestiários e nos sistemas elétrico e hidráulico. O consórcio também será responsável pela modernização da lanchonete, dos assentos das arquibancadas e ainda por instalar geradores para evitar quedas de energia. Ainda estão previstas intervenções no centro poliesportivo, que inclui ginásio e quadras, salas de ginástica, pista de corrida e piscina olímpica aquecida.

A justificativa da prefeitura para a concessão é que o complexo dá prejuízo, com receita quase 4 vezes menor do que os gastos com manutenção. O valor total da concessão é de R$ 111 milhões.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo