Após devastar as Bahamas, furacão Dorian perde força e é rebaixado para categoria 3

Por Daniela Florenzano - Rádio Bandeirantes

O furacão Dorian perdeu a força e foi rebaixado para categoria 3 durante a madrugada desta terça-feira (3). O fenômeno ainda pode se aproximar da costa da Flórida até o final do dia.

Mesmo que o centro do furacão não chegue à região, são previstos ventos fortes e tempestades na área. Dorian se moveu apenas 22 quilômetros em 24 horas, ficando praticamente estacionado sobre a ilha de Grand Bahama durante toda a segunda-feira. Os danos ainda são incalculáveis, mas já há confirmação de ao menos 5 mortes e mais de 13 mil casas danificadas ou destruídas, segundo autoridades locais.

Veja também:
Operação em SP combate fraudes no Fies e venda de vagas em curso de medicina
Bebê de sete meses é a quarta morte do ano por sarampo no Brasil em 2019

Além da Flórida, Dorian pode atingir as costas da Geórgia e Carolina do Sul, e mais de um milhão de pessoas já foram evacuadas das três regiões. O governador Brian Kemp, da Geórgia, declarou estado de emergência em 12 municípios costeiros. Na Carolina do Sul, o governador Henry McMaster ordenou a evacuação de moradores em partes de oito municípios.

Dorian é considerado o furacão mais potente a atingir terras no Atlântico desde 1935. Furacões e ciclones têm sua periculosidade medida pela escala de Saffir-Simpson, com cinco estágios diferentes:

  • Categoria 1 – ventos entre 119 km/h e 153 km/h
    Danos: Destelhamento e árvores arrancadas
  • Categoria 2 – ventos entre 154 e 177 km/h
    Danos: Perda quase total de energia com interrupções que podem durar de vários dias a semanas
  • Categoria 3 – ventos entre 178 e 208 km/h
    Danos: Construções podem sofrer grandes danos. Muitas árvores arrancadas. Eletricidade e água indisponíveis por vários dias a semanas
  • Categoria 4 – ventos entre 209 e 251 km/h
    Danos: Danos graves às construções. A maioria das árvores é arrancada e áreas residenciais são isoladas. Região inabitável por semanas ou meses
  • Categoria 5 – ventos acima dos 252 km/h
    Danos: Grande quantidade de construções destruídas. A maior parte da área ficará inabitável por semanas ou meses
  • Fonte: Centro Nacional de Furacões dos EUA
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo