Apostila sobre diversidade sexual para alunos da rede estadual é recolhida a pedido de Doria

Por Metro Jornal

Uma apostila de ciência produzida para alunos do 8º ano da rede estadual de São Paulo começou a ser recolhida das escolas públicas nesta terça-feira (3). O material possui conteúdo sobre diversidade sexual, classificado pelo governo como “ideologia de gênero”.

Na página em questão, um quadro explica a diferença entre sexo biológico – constituído pelas características fenotípicas, como órgãos genitais, e genotípicas, como genes – e identidade de gênero – como cada pessoa se identifica a partir de elementos culturais. Os dois são diferenciados, ainda, da orientação sexual – que define o desejo erótico de cada pessoa, como heterossexualidade e homossexualidade.

apostila identidade de gênero Reprodução

Veja também:
Barranco desliza em obra na zona leste de São Paulo
Prefeitura retoma contratos de vigilância e zeladoria em parques de São Paulo

A Secretaria da Educação de São Paulo afirmou, em nota, que o termo “identidade de gênero” está em desacordo com a Base Nacional Comum Curricular do MEC e com o Novo Currículo Paulista, aprovado em agosto deste ano. “Assim, o assunto extrapola os dois documentos, que tratam do respeito às diferenças e à multiplicidade de visões da nossa sociedade”, afirmou.

Ainda de acordo com a pasta, o material distribuído era complementar ao currículo e seu uso ficou a critério de cada professor. “A Secretaria da Educação iniciou imediatamente o recolhimento dos exemplares das escolas, assim como a apuração da responsabilidade pela aprovação do conteúdo.”

No Twitter, o governador João Doria (PSDB) afirmou que sua gestão agiu após ser alertada de um “erro inaceitável”. “Solicitei ao Secretário de Educação o imediato recolhimento do material e apuração dos responsáveis. Não concordamos e nem aceitamos apologia à ideologia de gênero”, disse.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo