Adolescente é torturado por seguranças ao tentar furtar mercado na zona sul de São Paulo

Por Metro Jornal

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um adolescente de 17 anos sendo torturado após uma tentativa de furto em um mercado na zona sul de São Paulo. O jovem buscou a polícia após o episódio e acusou dois seguranças de agredí-lo pela terceira vez.

O caso, registrado como tortura no 80º DP (Vila Joaniza), teria acontecido em julho. Nas imagens, feitas pelos próprios seguranças, o menor de idade está sem roupas, amarrado, com uma mordaça na boca e é chicoteado diversas vezes – a agressão teria durado quarenta minutos.

Em entrevista ao telejornal “SP2”, da TV Globo, o jovem (que não foi identificado) admitiu que teria tentado furtar quatro barras de chocolate do mercado, localizado na Vila Joaniza. Ele relata que as agressões ocorreram em uma sala nos fundos da loja.

Veja também:
Após devastar as Bahamas, furacão Dorian perde força e é rebaixado para categoria 3
Estações da linha 5-Lilás recebem brinquedos para doação

“Quero Justiça contra isso, eles fizeram na maldade. Quero por eles dentro das grades”, afirmou à reportagem. Em situação de rua desde os 12 anos, o adolescente afirmou ainda que já foi apreendido e passou pela Fundação Casa por tentar invadir uma residência – sua pena teria sido totalmente cumprida.

O supermercado afirmou, em nota, que os funcionários foram afastados. “A empresa repugna esta atitude e não coaduna com nenhum tipo de ilegalidade.” O estabelecimento disse ainda que irá colaborar com as autoridades na apuração do caso.

É considerada tortura quando uma pessoa é submetida a intenso sofrimento físico ou mental, com emprego de violência ou ameaça grave. As penas previstas são de 2 a 8 anos de prisão.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo