Paulo Coelho pede desculpas pela 'histeria' de Bolsonaro ao povo francês

Por Metro Jornal

O escritor brasileiro Paulo Coelho usou seu Twitter, nesta segunda-feira (28), para pedir desculpas ao povo francês após recente intriga entre o presidente Jair Bolsonaro e Emmanuel Macron, chefe de Estado na França.

LEIA MAIS:
PSL lança Joice Hasselmann como candidata à Prefeitura de São Paulo
Amazônia: Governo estuda veto a fogo em período seco na região

"Este é um vídeo um pouco triste para pedir perdão aos meus amigos franceses pela crise", começa. "Pela, eu diria, histeria de Bolsonaro a respeito da França, do presidente da França, da esposa do presidente da França".

Em vídeo, o autor se refere em francês ao que chama de "histeria" de Bolsonaro, e critica sua posição frente à questão das queimadas na Amazônia. Para Coelho, o presidente "insulta e nega" para evitar assumir sua responsabilidade sobre o problema.

"Enquanto a Amazônia está queimando, ele e sua equipe não têm nenhum argumento e apenas insultam, negam, dizem qualquer coisa para evitar assumir responsabilidade".

O "mensageiro da paz" apontado pela Organização das Nações Unidas (ONU) finaliza em tom otimista, afirmando que "este é um momento de escuridão no Brasil, e vai passar como a noite passa".

Paulo Coelho, autor de "O Alquimista", é um dos escritores mais lidos em todo o mundo, e é frequentemente relacionado à imagem do Brasil na Europa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo