Médico Patch Adams, tema de filme, brincou com crianças em tratamento contra câncer em São Paulo

Por Metro Jornal

“O riso é o melhor remédio”, afirma a oncologista pediátrica Carlota Blassioli, e foi isso que o médico americano Patch Adams –conhecido por usar humor e carinho como tratamento–, foi espalhar ontem no hospital do Graacc (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), na zona sul. Por meio de brincadeiras, o médico vestido de palhaço divertiu os pacientes, acompanhantes e até os próprios funcionários com o seu jeito alegre.

Segundo a paciente Sabrina Reis Dantas, 13 anos, a visita foi muito animada. Ela conta que Patch, mesmo conversando em inglês, tentou ler um livro do Pablo Picasso com ela. “Começamos a vir aqui em outubro do ano passado, quando ela foi diagnosticada com câncer na tíbia. Após a cirurgia para a retirada, em fevereiro, o câncer acabou voltando no fêmur e então começamos a quimioterapia”, explica a mãe de Sabrina, Regiana Santos Reis, 43 anos. “É muito bonito ver o trabalho que fazem aqui”, afirma Regiana, “Trazer alegria para as crianças ajuda muito,  ninguém fica de cara feia.”

O pequeno Thalles Novaes Souza Santos, de 4 anos, adorou tanto a visita e as palhaçadas do médico que pediu para assistir o filme, lançado em 1998, sobre a história de Patch, protagonizado pelo ator Robin Williams. Beatriz Novaes Souza de Paula, 29 anos, mãe de Thalles, conta que ele foi diagnosticado com leucemia e está há dois anos e oito meses fazendo tratamento no Graacc. “Ajuda bastante ter esse apoio e essas brincadeiras, porque nós, por exemplo, estamos direto aqui desde sexta-feira e não tem muita distração”, comenta Beatriz.

Carlota, oncologista do Graacc, afirma que essa energia que os voluntários espalham para o ambiente faz bem para todos e ajuda no tratamento. “É como uma válvula de escape, traz um alívio que é de extrema importância e faz toda a diferença para quem está doente. Ter alguém que converse, cante, conte uma história e brinque… Isso motiva muito o tratamento”, reconhece Carlota.   


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo