Alexandre Nardoni vai voltar para o regime fechado; detento aproveita saída de Dia dos Pais

Por Metro Jornal

Alexandre Nardoni, condenado por matar a filha Isabella em 2008, irá voltar para o regime fechado. O detento cumpre pena em regime semiaberto desde o final de abril.

A decisão foi tomada pela 4ª Câmara de Direito Criminal do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) com unanimidade nesta terça-feira (13). A progressão para o regime semiaberto foi concedida por tempo de prisão – ele já cumpriu pouco mais de 11 dos 31 anos de prisão.

Veja também:
São Paulo tem mais de 1,2 mil casos de sarampo confirmados
PSL expulsa Alexandre Frota do partido

Para os magistrados, apesar de cumprir o tempo exigido para a progressão, Nardoni teria que ter o perfil psiquiátrico avaliado para definir se está apto ao convívio em sociedade. Por isso, a Justiça ordenou que o detento retome ao regime fechado para ser submetido ao teste de Rorschach, que identifica traços da personalidade.

"Tratando-se de delito hediondo, verdadeiramente nefasto, com penas altas a descontar, toda prudência será necessária para colocar-se o cidadão de volta ao convívio social", disse o relator Luís Soares de Mello. A defesa de Nardoni afirmou que irá recorrer à decisão, considerada por eles contrária a jurisprudência definida sobre o tema. “O peso midiático interferiu na decisão”, afirmou o advogado Roberto Podval.

Dia dos Pais

Alexandre Nardoni está em saída temporária de Dia dos Pais e deve retornar à penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, até a quarta-feira (14). Ele deixou a prisão na quinta (8), sendo beneficiado pela “saidinha” pela primeira vez desde que foi preso em maio de 2008.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo