PSL expulsa Alexandre Frota do partido

Por Metro Jornal

A executiva nacional do PSL decidiu em reunião na manhã desta terça-feira (13) expulsar o deputado federal Alexandre Frota do partido. O político e personalidade se manifestou diversas vezes contra o governo do presidente Jair Bolsonaro desde o início do mandato.

Segundo a Rádio Bandeirantes, as declarações duras de Frota à situação e ao próprio partido criaram um clima desfavorável à presença do parlamentar na legenda. Há duas semanas, o deputado disse à rádio que o governo Bolsonaro merecia "nota 4 até aqui".

Veja também:
São Paulo recebe protesto a favor da educação no Masp; atos ocorrem em todo o Brasil
Prefeitura no RJ é depredada após morte de jovem por bala perdida

O pedido de expulsão de Frota foi feito pela deputada federal Carla Zambelli, que declarou que era “insustentável” que o ator continuasse no partido. Segundo o presidente do PSL, Luciano Bivar, o político entrou em “desalinhamento” com o partido com ofensas a seus integrantes.

Na votação em segundo turno da reforma da Previdência, Frota se absteve, contrariando orientação do partido. Ele já havia sido retirado da vice-liderança do PSL na Câmara, além de ter perdido comando de diretórios municipais a pedido de Bolsonaro.

A expulsão de Alexandre Frota do PSL não significa que o político perdeu seu mandato ou direitos. Ele deve buscar outra sigla e seguir seu mandato como deputado federal.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo