Lula irá para presídio de Tremembé, interior de São Paulo; defesa quer suspender transferência

Por Metro Jornal

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será transferido para o presídio de Tremembé, no interior de São Paulo. A decisão foi tomada pelo juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, após a decisão da juíza federal Carolina Lebbos em autorizar a transferência do político.

De acordo com o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), apesar do pedido de transferência ter sido julgado em nível federal, a decisão do local em que o ex-presidente ficará detido é de competência do judiciário estadual.

Veja também:
Lula será transferido para presídio em São Paulo
Defesa tentará evitar que Lula cumpra pena em presídio comum, diz Okamoto

Apesar da decisão, a data da transferência de Lula para a P2 (Penitenciária 2) de Tremembé ainda não foi definida. O espaço de detenção abriga outros presos que cometeram crimes de repercussão nacional, como Alexandre Nardoni, Guilherme Longo e Roger Abdelmassih.

O político cumpre pena de 8 anos e 10 meses por condenação na Lava Jato, por associação a um triplex no Guarujá recebido como vantagem indevida.

Defesa pede suspensão da transferência

A defesa do ex-presidente Lula protocolou um pedido de suspensão da transferência do político para o estado de São Paulo. A autorização de Carolina Lebbos foi tomada em cima de um pedido da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, local onde Lula cumpre pena.

Inicialmente, a própria defesa de Lula foi favorável ao pedido, atendendo um pedido do político para ficar mais próximo de seus familiares. Eles solicitaram, dentro do pedido, que o ex-presidente fosse transferido para uma Sala de Estado Maior – o que foi negado pela juíza federal.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo