TCE aponta 268 obras estaduais paralisadas

Por Metro Jornal

Levantamento realizado pelo TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) mostra que o estado de São Paulo  possui 1.591 obras paralisadas ou atrasadas. Os valores inicial dos contratos dessas obras, juntos, somam R$ 49,5 bilhões.

Dentre essas obras, 747 estão atualmente paralisadas e, segundo informou o TCE, 268 delas são de responsabilidade do estado.

Veja também:
Asteroide vai passar ‘perto’ da Terra no dia 10
Guerra comercial entre EUA e China leva dólar a R$ 3,96

As seis obras mais caras estão na capital e são do Metrô: a linha 6-Laranja, parada  – o governo alega ter de resolver problemas no contrato para retomá-la–, a 2-Verde – com ampliação parada, mas com contratação de projeto executivo anunciada– e as linhas 15-Prata, 17-Ouro e 4-Amarela, cujas obras estão em andamento, mas atrasadas.

A linha 17-Ouro era prometida para a Copa de 2014. Até hoje, não teve uma estação entregue. Em maio, o Metrô lançou concorrência para contratar empreiteira para finalizar obras civis da linha, por problemas com a antiga empresa, segundo o governo estadual.

‘Atual gestão não parou obra’

Em nota, o governo do Estado disse que nenhuma das obras citadas foi iniciada ou paralisada na atual gestão. “Os problemas apontados são anteriores a esta administração, que herdou em janeiro de 2019 ao menos 175 obras paralisadas em todo o estado”, diz o texto.

O governo, segue a nota, empreende “todos os esforços para a retomada dos trabalhos”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo