Com estoques em nível crítico, Fundação Pró-Sangue pede doações

Por Metro Jornal

Com estoques dos tipos sanguíneos O+, O-, A- e B- em nível crítico e do tipo A+ em nível de alerta  – em posição de ontem –, a Fundação Pró-Sangue está pedindo que a população vá doar sangue em um de seus postos.

A fundação é responsável pelo abastecimento de sangue a cerca de cem instituições públicas da rede estadual de saúde, entre elas o Hospital das Clínicas, o Instituto do Coração, o Instituto do Câncer de São Paulo, e o Hospital Dante Pazzanese.

pro sangue Arte / Metro Jornal

Em geral, em temporada de férias a doação cai cerca de 30% em relação a épocas normais. A fundação dá uma dica: de segunda a sexta, o movimento nos postos  de coleta é menor.

A doação de sangue de uma única pessoa pode salvar até quatro vidas, afirma o hematologista Alfredo Mendrone Junior, diretor da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular.

Antes da vacina

Um alerta para quem precisa se vacinar contra o sarampo ou febre amarela: é preciso fazer a doação antes de tomar a dose. Quem quiser doar depois de tomar a vacina, precisa esperar quatro semanas após a aplicação para poder contribuir.

“Por se tratar de vacina com vírus vivo atenuado, este prazo serve para garantir a segurança da pessoa que receberá o sangue”, afirma Mendrone.

Onde doar

Doações para a Fundação Pró-Sangue podem ser feitas nos hospitais Dante Pazzanese (zona sul), Mandaqui (zona norte) e Clínicas (zona oeste).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo