Homem é preso com 3 macacos e 136 aves silvestres em ônibus no interior paulista

Por Estadão Conteúdo

A Polícia Rodoviária Estadual apreendeu três macacos-pregos e 136 pássaros da fauna silvestre brasileira que eram transportados clandestinamente em um ônibus procedente do Maranhão neste domingo (28) na rodovia Anhanguera (SP-330), em Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo.

Animais e aves estavam acondicionados em gaiolas e engradados de madeira apertados, em situação de maus-tratos, segundo a polícia. O homem de 63 anos que fazia o transporte foi preso, suspeito de tráfico de animais silvestres. Ele pretendia comercializar os animais na capital paulista.

Veja também:
Moradores de Paraisópolis se incomodam com o tradicional Baile da 17
Conta de luz: Agosto terá bandeira tarifária vermelha

O ônibus, que levava 45 pessoas, foi parado em uma base da Polícia Rodoviária, durante uma blitz contra o transporte clandestino de passageiros. Além dos três macacos-pregos, foram aprendidos 126 curiós e 10 graúnas. A polícia apurou que o homem já era procurado pela Justiça pelo mesmo crime ambiental. Ele foi levado para a delegacia da Polícia Civil em Porto Ferreira, onde seria ouvido e liberado.

A Polícia Ambiental de São Carlos foi acionada e fez a apreensão dos animais. As aves foram soltas no Parque Estadual de Porto Ferreira, mas os primatas ainda passarão por exames veterinários.

No Estado de São Paulo, o curió tornou-se uma pássaro raro devido à intensa captura para servir como ave de canto e de gaiola. Espécie cantora, os curiós são treinados para participar de competições e se tornam aves valiosas no mercado clandestino

As graúnas, ou pássaros-pretos, são bastante caçadas pelo mesmo motivo. Já o macaco-prego, embora mais comum que outras espécies de primatas, pode ter tido sua população consideravelmente reduzida no Sudeste brasileiro devido aos surtos recentes de febre amarela, doença da qual estão entre as principais vítimas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo