Homem é executado perto de bar na Vila Madalena, em São Paulo

Por Metro Jornal

Por volta de 22 horas da noite de quinta-feira (18), Wilker Kendy de Souza, de 30 anos, estava com amigos num bar da Vila Madalena, em São Paulo, quando decidiu ir embora. No estacionamento, o comerciante foi cercado por um veículo de luxo e um homem, que atirou ao menos 9 vezes contra o carro de Wilker. A vítima foi atingida na cabeça e na barriga e morreu na hora.

Segundo investigação da polícia, o veículo era conduzido por Reinaldo Francisco Ribeiro, de 46 anos, que foi preso em flagrante já foi ouvido pela polícia. Ele negou envolvimento com o assassinato. Suspeito de participar da execução do homem, ele passará por audiência de custódia na manhã desta sexta (19). Além do motorista e do atirador, que estava do lado de fora do carro, a polícia acredita que haja um terceiro cúmplice.

Veja também:
‘Pretendo beneficiar filho meu, sim’, diz Bolsonaro
Preço do litro de gasolina reduz em R$ 0,03 e diesel em R$ 0,04

Ouvido pelo delegado responsável, o manobrista do estacionamento disse que foi abordado pelo atirador horas antes do crime. Em depoimento, o funcionário afirmou que o homem estava com uma pistola e disse que iria “acertar contas com um ladrão”. Não havia câmera de segurança no local.

A PM também apreendeu três celulares e o caso foi registrado no 91º Distrito Policial (Ceasa) como homicídio qualificado e localização/apreensão de veículo.

O corpo de Wilker está no IML. Ele deixou sua esposa e um filho de nove anos.

Vila Madalena homem morto carro Wilker Kendy de Souza Reprodução/BandNews FM
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo