Incêndio criminoso em estúdio de animação mata 33 no Japão

Por ANSA

Pelo menos 33 pessoas morreram nesta quinta-feira (18) em um incêndio criminoso em um estúdio de animação na cidade de Kyoto. Um homem de 41 anos foi detido pela polícia local e é considerado o principal suspeito.

O incêndio teria começado por volta das 10h30 (horário local) quando um homem, cuja identidade não foi revelada, entrou nos estúdio e jogou um líquido inflamável. Até o momento, não há informações sobre a motivação do ataque. O representante do Corpo de Bombeiros, Satoshi Fujiwara, revelou que outras 30 pessoas, com idades entre 30 e 40 anos, ficaram feridas, sendo que ao menos 10 estão em estado crítico.

Veja também:
Indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada pode ser barrada pelo Supremo
Bolsonaro se reúne com ministro da Cidadania para discutir destino da Ancine

A estimativa é de que havia cerca de 70 funcionários no prédio de três andares no momento da tragédia. De acordo com a polícia local, muitos corpos foram encontrados no segundo piso da Kyoto Animation, empresa fundada em 1981.

O acusado pelo crime foi levado sob custódia para um hospital da região, pois também teria se ferido com as chamas. A polícia aguarda para interrogá-lo, mas ainda não está clara qual a relação do suspeito com a empresa. A imprensa local disse que, ao entrar no prédio, o homem teria gritado "caiam mortos". Além disso, diversos vizinhos relataram ter ouvido uma série de explosões. A emissora pública NHK ainda revelou que foram encontradas facas no estúdio. Ao todo, 40 caminhões trabalham para conter o fogo.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que o incidente foi "apavorante demais para as palavras" e ofereceu sua solidariedade aos familiares das vítimas. Os estúdios da Kyoto Animation têm cerca de 160 funcionários. Eles produzem programas de cinema e anime para a televisão. Entre suas produções mais famosas estão "K-ON!" e "A Melancolia de Haruhi Suzumiya".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo