Centros esportivos acolhem pessoas em situação de rua durante noites frias em SP

Por Metro Jornal

O frio na capital paulista têm preocupado moradores, principalmente sobre o atendimento à pessoas em situação de rua. Durante a última frente fria, mais de quatro mortes foram registradas em São Paulo.

LEIA MAIS:
Prefeitura institui doação de alimentos de ‘fim de feira’ a entidades assistenciais
CPTM quer diminuir tempo médio de espera na linha 12-Safira para três minutos

Para amenizar este quadro, a Prefeitura tem reforçado a Operação Baixas Temperaturas, com adesão até mesmo da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Dois dos clubes esportivos mantidos pela secretaria funcionaram durante as madrugadas dos últimos dias, entre 16, 17 e 18 de julho. Os clubes Pelezão, na zona oeste, e o Joerg Bruder, na zona sul, prestou 150 atendimentos neste período.

Os contemplados são pessoas em situação de rua, que têm direito a cama com lençol, travesseiro e cobertor, sabonete e toalha para banho e alimentação. Outros dois centros esportivos, Santana e Tietê, também estão à disposição da operação.

Nesta semana, outra frente fria – de menor atividade – passa pela cidade, baixando temperaturas até 9ºC durante a madrugada. A operação segue até 20 de setembro, e é intensificada sempre que o frio atinge patamar igual ou inferior a 13ºC ou sensação térmica equivalente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo