Casarão colonial na Av. Paulista será transformado em fast food

Após abrigar temporariamente marcas diversas, a mansão será ocupada por uma popular rede de lanchonetes

Por Metro Jornal

O famoso casarão branco construído no número 1811 da Avenida Paulista já serviu diversos propósitos. Originalmente lar para um casal de imigrantes, ele já abrigou dois bancos, uma loja da Nike, e ativações de marcas como Pantene, Payot e até da liga estadunidense de basquete, a NBA. Mais recentemente, a construção em estilo colonial abrigou a Casa Netflix, evento do serviço de streaming durante o Natal.

Agora, a mansão será o mais novo espaço da franquia McDonald's, rede americana de fast foods que já mantém outras oito unidades na região. Com projeto arquitetônico de ponta que respeitará o projeto original da casa, mas trará funcionalidades modernas. Um espaço de coworking e decoração digna de um Stories estão no plano, que envolve também funcionamento 24h.

LEIA TAMBÉM:
Espaço em São Paulo promove semana de atividades gratuitas para mães e gestantes

O restaurante terá espaço para 220 clientes, distribuídos entre o térreo, o andar superior, e uma área externa, onde atualmente funciona um estacionamento. A fachada externa será preservada, bem como o piso, a claraboia e a escadaria – como explica o diretor de engenharia da rede, Sergio Antonon, em matéria da Veja São Paulo.

Outra das atrações será uma esteira exposta, que levará os pedidos da cozinha até o balcão. Tal destaque também está presente em uma unidade no aeroporto de Sydney, na Austrália.

As obras já começaram no casarão, e a previsão da franquia é que a nova unidade fique pronta até dezembro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo