Casos de sarampo em SP quadruplicam em junho

Por Metro Jornal

Um boletim divulgado na última quarta-feira (10) pela Secretaria do Estado de São Paulo apresentou um total de 206 casos de sarampo registrados até o início de julho de 2019. O número é quatro vezes maior do que o apresentado no balanço do início de junho, que totalizava 51 casos.

Dos 206 casos no estado, 137 foram registrados na capital. Jovens e adultos entre 15 e 29 anos são os mais atingidos pela infecção viral contagiosa, representando 47,5% do total. Foram 98 casos especificamente nessa faixa etária, considerada mais vulnerável a infecções devido a menor procura pela segunda dose da vacina.

Veja também:
Bombeiros alertam para os perigos de tentar aquecer o ambiente em dias frios
Tornado e chuva de granizo matam seis turistas na Grécia

Alunos da USP (Universidade de São Paulo) estão entre os novos registros, com a confirmação de diagnóstico de sarampo de um estudante da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) e outros dois da ECA (Escola de Comunicações e Artes) no início deste mês.

Em março deste ano, o Brasil perdeu o certificado de país livre do sarampo, concedido pela Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), após registrar mais de 10 mil casos em 2018.

Nesta quinta (11), a campanha estadual de vacinação foi estendida para mais cinco cidades da Grande São Paulo: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano, Guarulhos e Osasco. O estado pretende imunizar 900 mil jovens entre 15 e 29 anos.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo