Bombeiros alertam para os perigos de tentar aquecer o ambiente em dias frios

Por Metro Jornal

Uma família morreu intoxicada nesta semana ao tentar amenizar o frio com uma churrasqueira acesa no quarto. Ao perceberem a fumaça no interior do imóvel, os vizinhos decidiram chamar a polícia. Ao abrir a porta do quarto, os agentes encontraram os corpos de dois adultos e uma criança de 2 anos ao lado de uma churrasqueira acesa.

Uildes Lima Moreira, de 27 anos, estava deitado na cama; a mulher, que não foi identificada, e a criança Brenno Pinheiro Moreira estavam caídos no chão. A principal suspeita é de que eles tenham morrido por causa da fumaça gerada pela brasa.

O caso deixou a população em alerta sobre os perigos das alternativas para aquecer o ambiente em dias frios.

Leia também:
ABC: Reforma de estações da Linha 10-Turquesa se estenderá até 2022
Família que morreu com churrasqueira acesa será enterrada na Bahia

Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros Marcos Palumbo, ocorrências como essa estão cada vez mais frequentes. Há um mês e meio, seis brasileiros foram encontrados mortos em Santiago, no Chile, depois de um vazamento de gás do aquecedor do prédio.

A família foi intoxicada por inalar o monóxido de carbono gerado por um aquecedor instalado no apartamento. Já a causa das mortes em Guarulhos foram registradas como suspeitas. A perícia ainda vai determinar as causas dos óbitos.

*Com informações da Rádio Bandeirantes


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo