Ministério de Damares lança programa para combater uso excessivo de tecnologia e incentivar 'relações reais'

Por Agência Brasil

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou, hoje (4), o programa Reconecte. Segundo a titular da pasta, Damares Alves, a finalidade é alertar a população para os riscos do uso excessivo da tecnologia e "reconectar as famílias do Brasil".

LEIA MAIS:
Investigação do incêndio no Museu da Língua Portuguesa termina sem apontar culpados
Reforma da Previdência: texto-base é aprovado em Comissão especial

O programa tem cinco eixos: tecnologia e dignidade humana; responsabilidade digital; tecnologia e saúde; segurança digital e cultura digital. Conforme explicou Daniel Celestino, coordenador-geral de Enfrentamento a Vícios e Impactos Negativos do Uso Imoderado de Novas Tecnologias, o governo trabalha com o intuito de levar a mensagem a pessoas de todas as idades. Ele disse que as orientações podem servir, inclusive, a idosos, que, muitas vezes, por desconhecimento, não protegem seus dados pessoais na internet ou, então, compartilham informações que não têm veracidade.

Ainda serão abordados no projeto a relação de doenças com a dependência digital e temas mais delicados, como a pornografia infantil. No ano passado, uma ação articulada entre a organização não-governamental Safernet e o Ministério Público Federal identificou a existência de mais de 6 mil sites com vídeos e imagens de estupro de menores.

Uma das atividades planejadas no âmbito do Reconecte é o Desafio Detox Digital Brasil, que deve ser realizada em outubro, em São Paulo, Distrito Federal, Rio de Janeiro e Paraná. A proposta é de que as pessoas, ao aderir à iniciativa, troquem, durante um dia, o tempo que gastam manuseando celulares, computadores e outros dispositivos eletrônicos por atividades offline.

<a


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo