São Paulo terá metas da Educação diferentes para cada região da cidade

Por Metro Jornal

Um novo método de avaliação das escolas e estudantes do ensino fundamental público da cidade de São Paulo busca melhorar a educação com metas correspondentes à realidade de cada região. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (3) pelo prefeito Bruno Covas (PSDB).

A mudança cria o Idep (Índice de Desenvolvimento da Educação Paulistana), que considera tanto o desempenho dos alunos na Prova São Paulo quanto seus dados socioeconômicos e o contexto individual das escolas que frequentam.

Veja também:
Projeto quer tirar aposentadoria especial de políticos condenados por corrupção
Governo desiste de monotrilho e linha 18-Bronze do ABC paulista será BRT

“Não dá para achar que uma escola que tem 1,8 mil alunos tem a mesma complexidade que uma que tem 25 anos por sala de aula e em outro território”, disse o secretário da Educação, João Cury Neto, em coletiva.

Esse levantamento será feito anualmente, considerando os estudantes entre o 3º e o 9º ano. O índice irá considerar dados de língua portuguesa, matemática e ciências da natureza. Por ele, serão elaboradas metas específicas para cada unidade ou região, com o objetivo de elevar a qualidade e efetividade do ensino dentro das limitações de cada escola.

De acordo com a prefeitura, as metas atingidas nas edições do Idep poderão render bonificações para os professores, baseados nos resultados dos estudantes e em sua frequência no trabalho.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo