Flordelis depõe nesta segunda e tem 'esperança' em inocência de filhos

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) vai depor nesta segunda-feira (24) à Polícia Civil do Rio de Janeiro no inquérito que apura o assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo Souza, no domingo da semana passada.

Flordelis tem 55 filhos, entre adotados e naturais. Dois deles são acusados do crime e estão presos. Um dos presos, Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, confessou o crime, mas a Polícia Civil segue com investigações, para esclarecer circunstâncias e motivação do crime.

A deputada escreveu em uma rede social na noite de sábado (22) que tem “esperança” que eles sejam inocentados.

“Tem gente que estranha eu não acreditar que dois filhos meus são os autores, porque eles confessaram. Eu não quero acreditar e o meu coração de mãe me dá direito à esperança”, escreveu a deputada, numa mensagem em que negou esconder provas e disse querer o esclarecimento do crime.

Além de depor nesta segunda, Flordelis disse que dará uma entrevista na terça-feira (25).

“Não está esclarecida a motivação, se a execução aconteceu daquela forma que foi narrada, se são só essas pessoas envolvidas. Muita coisa está indefinida”, afirmou a delegada Bárbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, na última sexta-feira (21).

No texto publicado na rede social, Flordelis comentou as declarações da delegada. “As confissões não são suficientes para condenar e quem assistiu a entrevista da delegada ouviu ela também dizer a mesma coisa. Vamos aguardar o fim das investigações e do julgamento. É assim que tem que ser”, escreveu a parlamentar.

No feriado de quinta-feira (20), a pedido da Polícia Civil, o Tribunal de Justiça do Rio decretou a prisão temporária de Flávio e Lucas Cezar dos Santos Souza, um dos filhos adotivos. Na noite de quinta-feira, a TV Globo revelou que o depoimento de um outro filho do casal teria sugerido a participação de três irmãs e da própria deputada Flordelis em suposto planejamento do crime. A arma do crime foi encontrada dentro da casa pela polícia, mas, até agora, os policiais não conseguiram achar o celular usado pela vítima.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo