Prefeito de Florianópolis é preso suspeito de interferir em investigações policiais

Por Metro Jornal

Agentes da PF (Polícia Federal) prenderam o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (sem partido), na manhã desta terça-feira (18). A ação desarticulou grupo que violava sigilo de operações da polícia do Estado de Santa Catarina.

Além do prefeito, a operação entitulada “Chabu” prendeu o delegado Fernando Caieron, da própria PF e o ex-secretário da Casa Civil Luciano Veloso Lima, do governo de Eduardo Moreira (MDB).

No total, segundo a PF, foram 30 mandados – 23 de busca e apreensão e sete de prisão temporária. Eles foram expedidos pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) em Porto Alegre (RS).

Em nota, a prefeitura de Florianópolis afirmou que o prefeito concordou em colaborar com a investigação e aguarda para prestar depoimento na sede da Polícia Federal na cidade.

Entenda a denúncia

Em agosto de 2018, após verificação de material apreendido durante outra operação, a Polícia Federal apurou uma rede criminosa envolvendo políticos, empresários e servidores. De acordo com a investigação, eles agiam para atrapalhar investigações policiais em troca de benefícios financeiros e políticos.

A ação aponta os crimes de corrupção, associação criminosa, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, e tentativa de interferir em investigação penal que envolva organização criminosa.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo